quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Podia ter acontecido...

Na passada terça-feira viajei no famoso meio de transporte público - "O Comboio". Existem várias lendas sobre comboios assombrados com fantasmas que estripam pessoas, roubam rebuçados às crianças e obrigam velhotas a dormir de dentadura. Por amor de Deus! Poupem-me! Contem histórias que realmente façam sentido e metam um medo ao ponto de uma pessoa proferir as seguintes palavras: "Ai que susto." Nesta minha mais recente viagem, deparei-me (tanto eu como os outros passageiros) com uma situação de elevado perigo! (devem vocês estar a pensar: Será que o comboio foi desviado? Será que um individuo embriagado transitava sem meias? Será que viajava lá o Sr. Pinto da Costa? Será que furou um Pneu do comboio? Será que o Scolari começou aos murros a um tipo qualquer? Será que o pica usava cuecas cor de rosa?) Inúmeras questões. Todas elas bastante perigosas, mas não tão perigosas como a que presenciei. Senhores e senhoras, viajei com um individuo de todo idêntico a este:

SIM! Era muçulmano! Aquando da entrada do individuo no urbano, toda a gente que lá viajava abriu os olhos (e de seguida fechou, como todas as pessoas fazem aos piscar os olhos.) levantaram-se, ouviu-se um "aaah" de espanto ensurdecedor, as crianças começaram a chorar, os mais idosos sacaram de um terço da bolsa, o ambiente de medo pairou sobre todos os passageiros. O indivíduo de todo parecido com Bin Laden sentou-se virado para Méca, amarrou-se muito bem à sua mochila preta e de imediato começou a olhar de canto para todas as pessoas. A fila de bancos onde o indivíduo se sentou ficou completamente vazia e as próprias cadeiras começaram a suar de nervosismo. O pica bastante receoso, ao chegar perto do senhor disse em voz alta: "oops, esqueci-me de puxar o autoclismo" - Uma desculpa esfarrapada apenas para não ter de enfrentar o senhor das abárias.

Na estação da Campanhã entraram para o comboio duas irmãs de Deus (vulgarmente conhecidas por Freiras, ou Pinguins) que se benzeram e sacaram de uns terços de metal com pontas aguçadas e começaram a rezar. O indivíduo sentiu-se bastante provocado e acabou por meter a mão dentro da mochila, para terror das dezenas de pessoas que viajavam naquela carruagem. Toda a gente pensou que seria uma bomba que ele iria accionar! Bem... passado 5 segundos, abri os olhos e deparei-me com todas as pessoas com as mãos na cara a gemer e a gritar "Please Don't Kill Me! I've Got so Much to give!". O senhor muçulmano apenas tinha tirado da mochila o corão, o livro sagrado dos muçulmanos. Nesse momento o suor já me dava pelos joelhos. Depois de uma mudança de comboio, e já perto da estação de Barcelos, finalmente um pica teve coragem e foi pedir o bilhete ao senhor. Momentos angustiantes se viveram! Todas os passageiros se puseram de pé, o silencio voltou. O indivíduo mete de novo a mão à mochila, e de repente... Saca do bilhete e diz: "Olhe desculpe, Barcelos é esta estação não é? (O pica acena com a cabeça dizendo que sim). O indivíduo levanta-se, mete a sua mochila às costas e saiu do comboio seguindo o seu caminho, ou seja, não aconteceu nada de especial...

2 comentários:

slbgirl disse...

que eu gostava de saber como descobriram o meu blog, lá isso gostava.

mas agradeço a simpatia. eu seu que voces sao loucos pelas feiras novas. e nao me digam que não!

bjinho

Christine disse...

'Será que furou um Pneu do comboio?'

xD esta partiu-me toda looool

vives sempre episodios extremamente emocionantes sim senhora

um veijinho pro maior da bila Y!